Rua Pedroso Alvarenga, 584 – Itaim Bibi, São Paulo, SP

Como evitar o efeito sanfona?

por 31 out, 2023

Engordar de novo após a dieta é um pesadelo de todos, mas então, como evitar o efeito sanfona?

Neste artigo eu explico as causas desse fenômeno e dou dicas práticas e eficazes para que você mantenha seus resultados de forma saudável e duradoura.

Então, se você deseja conquistar um bem-estar sólido e se libertar das oscilações de peso, continue lendo e descubra como traçar um caminho de sucesso em sua jornada de saúde.

O que é o efeito sanfona?

O efeito sanfona, também conhecido como efeito rebote ou efeito ioiô, é um fenômeno que ocorre quando uma pessoa perde peso rapidamente, geralmente devido a dietas extremamente restritivas, mas logo depois recupera o peso perdido e às vezes um pouco mais.

Esse ciclo de perda e ganho de peso acontece principalmente se a dieta radical é interrompida abruptamente, dando espaço novamente aos hábitos de exageros.

Entenda melhor como o efeito sanfona funciona no tópico abaixo.

Por que o efeito sanfona acontece?

O efeito sanfona ocorre principalmente devido à adoção de métodos de emagrecimento que são difíceis de manter a longo prazo. Dietas extremamente restritivas que excluem grupos alimentares inteiros ou a prática exaustiva de exercícios físicos são algumas das causas.

Além disso, à medida que emagrecemos, nosso corpo tenta preservar seu estoque de gordura, vital para períodos de escassez de alimentos. Isso leva a várias alterações em nosso organismo que direcionam ao reganho de peso, como o aumento da fome e a redução do gasto de energia.

Com a restrição, o corpo entra no modo sobrevivência e começa a estocar gordura. Esse estoque é impulsionado se a pessoa para a dieta e volta a comer como antes.

7 dicas para evitar o efeito sanfona

Para você entender como evitar o efeito sanfona, eu reuni todas as informações necessárias abaixo.

1. Acompanhamento médico personalizado

É fundamental ter o suporte de profissionais especializados da saúde, como médicos, nutricionistas e psicólogos, que podem fornecer orientações, planejamento e apoio necessários para uma perda de peso saudável e sustentável.

2. Estabeleça metas realistas

Evite buscar soluções rápidas e milagrosas. O emagrecimento deve ser gradual, com metas alcançáveis que se alinham ao seu estilo de vida.

3. Alimentação equilibrada

Consuma uma dieta balanceada, rica em produtos orgânicos e in natura. Evite dietas extremamente restritivas e reduza o consumo de açúcar.

4. Faça exercícios regularmente

A atividade física ajuda a manter a massa magra e a queimar calorias. Mesmo após atingir seu peso desejado, continue com sua rotina de exercícios.

5. Durma bem

O sono adequado é essencial para a regulação de hormônios que controlam o apetite e o metabolismo.

6. Beba água adequadamente

A hidratação adequada auxilia no funcionamento do metabolismo e ajuda a controlar a fome. Além disso, ela ajuda a reduzir o inchaço e regula o intestino.

7. Evite dietas drásticas

Dietas extremamente restritivas podem trazer resultados rápidos, mas são difíceis de manter a longo prazo e podem levar ao efeito sanfona.

Quais são os riscos para a saúde associados ao efeito sanfona?

O efeito sanfona não é apenas frustrante, mas também traz riscos à saúde. A constante flutuação de peso pode desequilibrar a concentração de hormônios importantes, como insulina e leptina, tornando o metabolismo mais lento e aumentando o apetite.

Além disso, a cada ciclo de perda e ganho de peso, a pessoa tende a perder massa magra e ganhar massa gorda, piorando a composição corporal ao longo do tempo.

Isso pode levar a um aumento do estado inflamatório do corpo, maior risco de diabetes, risco aumentado de mortalidade precoce e flacidez na pele.

Não obstante, emocionalmente, o efeito sanfona pode causar frustração, sensação de incapacidade, tristeza, ansiedade e sintomas depressivos.

Sinais de alerta de que alguém está entrando no ciclo do efeito sanfona

Identificar os sinais desse ciclo pode ser fundamental para evitar cair nele. Por exemplo, uma pessoa que constantemente salta de uma dieta da moda para outra, especialmente as que prometem resultados imediatos, está potencialmente se encaminhando para esse ciclo.

Além disso, flutuações frequentes de peso em curtos períodos e mudanças drásticas no apetite, como alternar entre restrições alimentares e episódios de compulsão, são indicativos claros.

E logicamente, se a pessoa simplesmente parar a dieta e voltar a comer como de costume, o efeito sanfona é certeiro.

Como superar recaídas e recomeçar após o efeito sanfona?

Assim como uma pessoa magra não engorda por ter exagerado na comida um dia, você não coloca tudo a perder por um deslize.

O que vai fazer diferença no final das contas é se os dias de disciplina superarem os de deslize. Errar é normal e quando isso acontecer, simplesmente volte para o foco. Sem culpas. Não coloque tudo a perder por um erro.

Reconhecer e aceitar que recaídas são parte do processo é fundamental. Afinal, elas não determinam quem você é ou sua capacidade de alcançar seus objetivos.

Com essa aceitação, você pode dar o próximo passo com confiança. Buscar orientação de profissionais, como nutricionistas e terapeutas, pode ser uma maneira eficaz de compreender as razões por trás do efeito sanfona e de desenvolver estratégias para superá-lo.

Em vez de se fixar em um “corpo perfeito”, é mais produtivo focar em metas de saúde e bem-estar.

Por fim, a jornada para superar o efeito sanfona e estabelecer um estilo de vida saudável pode ter seus desafios, mas com o suporte certo e uma mentalidade focada, é plenamente alcançável.

Conclusão

O efeito sanfona é um desafio enfrentado por muitos que buscam a perda de peso. Esse ciclo repetitivo de perder e ganhar peso é frequentemente resultado de abordagens de emagrecimento não sustentáveis, como dietas extremamente restritivas.

Além de ser emocionalmente desgastante, o efeito sanfona pode trazer sérias consequências para a saúde, desde desequilíbrios hormonais até riscos de doenças crônicas.

No entanto, com a orientação adequada e uma abordagem equilibrada, é possível superar esse ciclo.

Por fim, se você se identifica com essa situação ou deseja evitar cair nesse padrão, é essencial buscar apoio e estratégias eficazes. Então, fale com um de nossos especialistas e comece sua jornada rumo a um estilo de vida mais saudável e sustentável.

Sobre o autor

Dr. Filipe Fontes

Médico - CRM 200152/SP

  • Endocrinologia e metabologia
  • Clínica médica
  • Emagrecimento, obesidade, gordura localizada
  • Performance e ganho de massa
  • Melhora da libido e disposição
  • Terapias injetáveis
  • Reposição hormonal e qualidade do sono
  • Tireóide, diabetes e sarcopenia

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *