Rua Pedroso Alvarenga, 584 – Itaim Bibi, São Paulo, SP  |  (11) 99717-7493

Qual o médico mais indicado para emagrecer?

por 20 fev, 2023

Se você está buscando emagrecer, sabe que esse processo envolve muito mais do que apenas restrições alimentares e exercícios físicos.

Alcançar e manter um peso saudável é resultado de uma combinação de fatores, incluindo hábitos alimentares, atividade física, sono, estresse e, muitas vezes, questões médicas subjacentes.

Por isso, é importante buscar ajuda de um profissional de saúde para obter orientações individualizadas e seguras.

Mas, afinal, qual o médico mais indicado para tratar de questões relacionadas ao emagrecimento? Continue lendo para descobrir!

Qual o nome do médico especialista em emagrecimento?

O endocrinologista é um médico especialista em tratar condições relacionadas às glândulas endócrinas, que são responsáveis por produzir e liberar hormônios que regulam várias funções corporais, incluindo o metabolismo e o peso corporal.

Esse especialista é o profissional ideal para ajudar pessoas que têm dificuldade em emagrecer e manter o controle do peso. Isso porque ele tem conhecimento aprofundado sobre os mecanismos que regulam o metabolismo, a fome, a saciedade e outros fatores que influenciam o ganho ou a perda de peso.

Qual o melhor médico para emagrecer nutricionista ou endocrinologista?

Para saber qual profissional é mais adequado para ajudar nas questões de emagrecimento, é preciso primeiro entender as diferenças entre essas duas profissões.

Um nutricionista não é necessariamente um médico. Para se tornar um nutricionista, é necessário completar uma graduação em nutrição e obter registro profissional no Conselho Regional de Nutricionistas (CRN).

Já para se tornar um endocrinologista, o profissional deve se formar em medicina e completar residências de 2 anos em clínica médica e mais 2 anos em endocrinologia ou então fazer uma pós-graduação de 2 anos. Sendo assim, o tempo total de formação desse especialista é de, no mínimo, 10 anos.

Portanto, o médico mais indicado para emagrecer é o endocrinologista; porém, nada impede que o paciente também seja acompanhado por um nutricionista, inclusive, é recomendado, pois uma alimentação balanceada é fundamental tanto para a perda quanto para a manutenção do peso corporal.

Qual a função do endocrinologista no emagrecimento?

O endocrinologista é o médico especialista em tratar condições relacionadas às glândulas endócrinas, que produzem e regulam hormônios no corpo.

Como o equilíbrio hormonal é fundamental para o controle do peso e manutenção de uma dieta saudável, o endocrinologista é uma excelente escolha para pessoas que procuram um tratamento de emagrecimento seguro e eficaz.

Ele pode avaliar sua saúde geral, incluindo sua história médica e hábitos alimentares, e realizar exames de sangue para avaliar seus níveis hormonais.

Com base nessas informações, o endocrinologista pode recomendar uma dieta saudável, suplementos alimentares e até mesmo medicamentos, se necessário, para ajudar na perda de peso.

Além disso, ele pode identificar e tratar doenças subjacentes que podem estar impedindo a perda de peso, como hipotireoidismo, insuficiência adrenal, diabetes ou outras condições.

Por isso, é importante consultar um endocrinologista antes de iniciar um programa de emagrecimento, a fim de garantir que você esteja abordando todas as possíveis causas e alcançando seus objetivos de forma segura e saudável.

Sobre o autor

Dr. Filipe Fontes

Médico - Endocrinologia

  • Clínica médica
  • Endocrinologia e metabologia
  • Emagrecimento, obesidade, gordura localizada
  • Performance e ganho de massa
  • Melhora da libido e disposição
  • Terapias injetáveis
  • Reposição hormonal e qualidade do sono
  • Tireóide, diabetes e sarcopenia

Dr. Filipe Fontes

Médico - Endocrinologia

  • Clínica médica
  • Endocrinologia e metabologia
  • Emagrecimento, obesidade, gordura localizada
  • Performance e ganho de massa
  • Melhora da libido e disposição
  • Terapias injetáveis
  • Reposição hormonal e qualidade do sono
  • Tireóide, diabetes e sarcopenia

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *