Rua Pedroso Alvarenga, 584 – Itaim Bibi, São Paulo, SP  |  (11) 99717-7493

Jejum intermitente ajuda a emagrecer e melhora sua saúde

por 7 abr, 2023

Jejum intermitente é um padrão alimentar que envolve alternar períodos de jejum com períodos de alimentação. Essa abordagem tem ganhado popularidade nos últimos anos, devido aos seus muitos benefícios comprovados para a saúde e a perda de peso.

Ainda não sabe do que se trata a técnica? Confira o Guia do Iniciante que preparamos e depois volte aqui para continuar a leitura!

Neste post, vamos explorar como o jejum intermitente pode ajudá-lo a alcançar seus objetivos de saúde e bem-estar, discutindo sua eficácia comprovada e respondendo algumas das principais dúvidas sobre o assunto.

O Jejum intermitente é seguro?

O jejum intermitente é considerado seguro para a maioria das pessoas saudáveis. No entanto, como com qualquer mudança na dieta ou estilo de vida, é importante consultar um médico antes de começar, especialmente se você tiver condições médicas pré-existentes ou tomar medicamentos regulares.

Algumas pessoas, como grávidas, lactantes, crianças, adolescentes e idosos podem não ser candidatos adequados para a abordagem.

Além disso, é fundamental manter uma dieta balanceada durante as janelas de alimentação e beber muita água para evitar a desidratação durante o jejum.

Seguir as recomendações de um profissional de saúde é crucial para garantir a segurança durante a prática.

Quais são os benefícios da prática?

O jejum intermitente pode trazer muitos benefícios para a saúde, tais como: perda de peso, regulação dos níveis de açúcar e colesterol, redução de riscos de doenças crônicas, proteção celular e melhoria da saúde mental e cognitiva.

Uma pesquisa da UFLA confirma que o jejum é eficaz para o emagrecimento, enquanto estudos observaram a remissão do diabetes tipo 2 em pacientes.

Além disso, a dieta de jejum, que limita a ingestão de açúcar e gordura, pode ajudar a reduzir os níveis de colesterol no sangue e aumentar a produção de enzimas antioxidantes.

Um estudo apresentado pelo Centro Nacional de Investigações Oncológicas na Espanha sugere que a prática pode ser uma medida preventiva e uma intervenção terapêutica complementar contra alguns tipos de tumores comuns.

Qual o melhor jejum intermitente para perder peso?

Qualquer tipo de jejum intermitente é uma forma eficaz de atingir os objetivos de perda de peso, porém não deve ser praticado mais do que três vezes por semana. 

Ir além disso faz com que o corpo se acostume a ingerir menos calorias, o que pode levar à diminuição do metabolismo e dificultar os resultados de emagrecimento.

Quanto tempo leva para ver o resultado do jejum intermitente?

O jejum intermitente provou ser eficaz para perder peso, com perda de peso registrada variando de 0,1 a 0,6 kg ou de 3% a 8% do peso inicial em 8 a 12 semanas

Os especialistas o recomendam como um meio viável para atingir seus objetivos de saúde a longo prazo.

O que devo comer antes de iniciar o jejum intermitente?

Antes de iniciar o jejum intermitente, é fundamental que se tenha uma alimentação saudável e equilibrada, com a priorização de refeições naturais e nutritivas.

Uma dieta rica em frutas e vegetais frescos, leguminosas (ex. feijão, lentilha e grão-de-bico) e integrais (ex. arroz e macarrão) pode ajudar a preparar o corpo para o jejum e fornecer os nutrientes necessários para seu bom funcionamento.

Estes alimentos são fontes ricas em fibras, vitaminas e minerais, elementos importantes para manter o equilíbrio dos níveis de açúcar no sangue e controlar a fome durante o período de jejum.

Além disso, uma dieta equilibrada e baseada em alimentos saudáveis também pode ajudar a regular o metabolismo e aumentar a sensibilidade à insulina, o que é essencial para o sucesso do jejum intermitente.

Também é importante se hidratar bem antes de iniciar o jejum, apostando em chás, águas e outras bebidas não calóricas.

O que comer depois do jejum?

Para interromper o jejum de maneira saudável, inclua alimentos ricos em nutrientes, como frutas (maçã, banana, uva), verduras (espinafre, brócolis, couve) e proteínas de alto valor biológico (peixe, frango, ovos). 

Além disso, opte por carboidratos complexos de baixa carga glicêmica, como aveia, arroz integral e mandioca.

Dessa forma, você pode contribuir para a manutenção da massa muscular e evitar variações bruscas de insulina no sangue.

O que não quebra o jejum?

O consumo de água, chás e café sem açúcar ou adoçantes não quebra o jejum, pois não há adição de calorias que possam interromper o processo de restrição calórica.

É importante destacar que as bebidas permitidas durante o jejum intermitente são fundamentais para manter o corpo hidratado, ajudando na digestão e na eliminação de toxinas. 

Além disso, a ingestão de líquidos também ajuda a manter a saciedade e a diminuir a sensação de fome.

Pode dormir durante o jejum intermitente?

Sim, é permitido dormir durante o jejum intermitente. O sono é uma parte importante da saúde e bem-estar, e não afeta o jejum se estiver dentro do período estabelecido.

No entanto, é importante lembrar que a qualidade e a quantidade de sono também podem afetar a saúde geral e o sucesso do jejum intermitente. Estabelecer uma rotina saudável com horários regulares para dormir e acordar é essencial.

Por que não estou perdendo peso com o jejum intermitente?

Se você está fazendo jejum intermitente e não está vendo resultados na perda de peso, há várias razões que podem estar contribuindo para isso.

Algumas das principais incluem não estar fazendo a prática de forma correta, como por exemplo, escolher alimentos de baixa qualidade nutricional durante as janelas de alimentação, ou não estar seguindo o plano de jejum com rigor.

Outra razão pode ser a presença de condições médicas subjacentes que afetam a capacidade do corpo de perder peso.

Por isso, é importante que você procure um especialista, para avaliar a sua situação e oferecer orientações personalizadas.

Sobre o autor

Dr. Filipe Fontes

Médico - Endocrinologia

  • Clínica médica
  • Endocrinologia e metabologia
  • Emagrecimento, obesidade, gordura localizada
  • Performance e ganho de massa
  • Melhora da libido e disposição
  • Terapias injetáveis
  • Reposição hormonal e qualidade do sono
  • Tireóide, diabetes e sarcopenia

Dr. Filipe Fontes

Médico - Endocrinologia

  • Clínica médica
  • Endocrinologia e metabologia
  • Emagrecimento, obesidade, gordura localizada
  • Performance e ganho de massa
  • Melhora da libido e disposição
  • Terapias injetáveis
  • Reposição hormonal e qualidade do sono
  • Tireóide, diabetes e sarcopenia

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *